Faça sua busca
13 de fevereiro de 2017
252 visualizações

Os lugares

A visita do morcego fez com que eu reconsiderasse o projeto “Cabana na floresta. De repente eu encanei com a questão de doenças transmissíveis pelo cocozinho. Pelo sim, pelo não, mudei meu escritório para outro lugar.

Agora trabalho num chalezinho iluminado que fica ao lado da horta, e este é o primeiro texto que escreve neste lugar. Ainda estou me adaptando. É estranho.

Se você já se aventurou nesse departamento, sabe do que estou falando. O lugar afeta o estilo do texto e até mesmo o jeito como trabalhamos. Estou aqui há menos de uma hora e ainda preciso entender o tipo de impacto que esse novo ambiente trará ao meu texto, ao jeito de trabalhar.

Na minha experiência já comprovei que aeroportos e rodoviárias são excelentes para trazer novas ideias. Cafés, lanchonetes e padarias são ideais para a elaboração de diálogos. Parques e praças ajudam na hora da revisão. Bibliotecas são adequadas para a última leitura de um texto, antes de entregar para a editora. A cama nunca é um bom lugar para se escrever. Cozinha é bom, gera textos longos e estranhos. Estranhos no sentido de que depois não me reconheço naquilo que escrevi. Brasília é um lugar especial para encubar ideias. Todas as vezes que viajei para lá, voltei com um bloquinho cheio de anotações. Mas, de todos os lugares, o que mais favorece a concentração e a produção é a praia. Acredite se quiser.

Da não-soneca à amiga-chuva
Da não-soneca à amiga-chuva
12 de janeiro de 2018
O colarzinho
O colarzinho
10 de janeiro de 2018
WaterShiva
WaterShiva
9 de janeiro de 2018
O método das bolinhas azuis brilhantes
Me leva!
Me leva!
5 de janeiro de 2018
Índigo
Índigo em:
Resoluções forever
2018-01-02 13:48:38
Alberto em:
Resoluções forever
2017-12-29 19:49:17
Índigo
Índigo em:
Uma que foi e dois que vão chegar
2017-10-26 08:46:59
Tatiana Paiva em:
Uma que foi e dois que vão chegar
2017-10-25 17:21:50
Índigo
Índigo em:
O que é isso?
2017-10-19 08:08:38