Faça sua busca
  • segredosdeindigo
    @gmail.com

  • @indigo.ayer

  • @indigo_hoje

  • @indigoescritora

  • /
  • Vida
  • /
  • Contos do corpo, 29 – Sintomas de Jesus
17 de setembro de 2014
297 visualizações

Contos do corpo, 29 – Sintomas de Jesus

Uma das minhas melhores amigas nessa época era Thaís, que tinha beleza angelical. Loira, de cabelos escorridos, pele muito branca e magérrima. Não havia nada de sexy em Thaís. Ela era calada e fleumática, quase um fantasma. Numa segunda-feira ela apareceu na escola com uma camiseta branca e a frase “Jesus me ama” estampada no peito. Achei ousado.

No recreio lhe perguntei o que era aquilo. Ela explicou que durante o fim de semana, tinha participado de um retiro espiritual. Quis saber mais. Ela disse que um grupo de jovens se reuniu num sítio e basicamente cantaram, ouviram histórias, leram a bíblia e conversaram.
Aquilo me pareceu surreal.

– Cantaram que tipo de música? – perguntei.
– Salmos.
Salmos?
Thaís disse que eu poderia participar também. Dentro de quinze dias eles fariam outro encontro de jovens.

– Você conhece Jesus? – ela perguntou.

Fiquei olhando pra cara dela. Claro que eu não conhecia Jesus.

– Você conhece? – perguntei de volta.

Ela assentiu. Quinze dias depois eu estava no sítio de Jesus, pronta pro que desse e viesse.

Todos foram muito simpáticos comigo. Parecia um acampamento de férias, só que não exatamente. Os jovens eram comedidos. Ninguém tinha ideias estrambóticas para sacanear os colegas. Todos eram respeitosos uns com os outros, como se já estivéssemos mortos, ressuscitados e no céu. As pessoas ali eram boas, de uma maneira completamente anormal. Na comparação eu me sentia uma aberração. Passei o sábado inteiro me sentindo uma estranha no meio deles, achando que não tinha sido uma boa ideia. Thaís percebeu e me chamou para uma conversa, na capela. Era uma capela linda, toda de madeira clarinha, com imagens de anjos pintadas em cores bem alegres. Ela disse que às vezes demorava pra que a pessoa começasse a sentir Jesus no coração.

– Mas você vai sentir – ela garantiu.

Pedi mais detalhes.

Thaís explicou que primeiro eu sentiria uma coisa parecida com taquicardia. Talvez ficasse sem ar. Em alguns casos dava um pouco de tontura e, talvez, eu perdesse a visão (por alguns minutos). Também era comum sentir as pernas bambas e uma vertigem. No mínimo eu sentiria dois desses sintomas. Mas, com certeza, uma aceleração no coração.

– Mesmo se eu estiver parada? – perguntei.

Ela garantiu que sim. Mesmo parada, o coração ia disparar sozinho. Perguntei se as pessoas sentiam medo. Ela disse que não, de jeito nenhum. Era Jesus, afinal de contas.

No domingo à noite, na última atividade do fim de semana, eu continuava igual. Era a mesma pessoa de antes. Nada tinha mudado no meu jeito de ser. Eu não tinha sentido nadinha de anormal. Nada, nenhum calafrio. Thaís disse que eu não precisava me preocupar, pois os encontros eram quinzenais. Dependendo da pessoa, demorava um pouco.

– Você tem certeza que é uma coisa física, mais que espiritual?

– É cem por cento físico – ela garantiu.

Não acreditei muito. Ela era tão sutil, tão delicada. Talvez eu não fosse sensível o suficiente.

– É Jesus! – ela insistiu.

– Tudo bem, então eu volto.

 
  Compartilhar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Já nas livrarias!!!
Já nas livrarias!!!
21 de junho de 2022
Oficina de Escrita Orgânica em Holambra
Livro novo! Já nas livrarias
Livro novo! Já nas livrarias
4 de agosto de 2021
20 anos de estrada!
20 anos de estrada!
8 de junho de 2021
Casinha para degustação
Casinha para degustação
25 de maio de 2021
Avatar
Índigo em:
Oficina de Escrita Orgânica. Venham!
2022-05-25 16:01:12
Avatar
Isadora em:
Oficina de Escrita Orgânica. Venham!
2022-04-27 22:16:04
Avatar
Isadora em:
Oficina de Escrita Orgânica. Venham!
2022-04-27 22:15:49
Avatar
Índigo em:
Casinha para degustação
2021-06-09 10:00:27
Avatar
Marilda Arrivabene em:
Casinha para degustação
2021-05-31 10:09:34