Faça sua busca
  • segredosdeindigo
    @gmail.com

  • @indigo.ayer

  • @indigo_hoje

  • @indigoescritora

  • /
  • Vida
  • /
  • “Cobras em compota”, o retorno.
14 de maio de 2015
3046 visualizações

“Cobras em compota”, o retorno.

Estou aqui fazendo a última leitura da nova edição de “Cobras em compota”, que sairá no segundo semestre, agora pela editora Moderna. Dessa vez com ilustrações da Thaís Beltrame. O livro ficou de babar. As ilustrações são geniais e o texto não é ruim.
O texto vem láááááááá do ano dois mil, dois mil e um, até dois mil e quatro, mais ou menos.
Tenho dificuldade em ler meus textos antigos. Muita dificuldade. Não foi fácil reeditar “Cobras em compota”. Reescrevi muita coisa. Mesmo assim, olho para as frases e me reconheço parcialmente. Parece que estou olhando para o que eu fui um dia, no passado. Mas isso é ruim? Aí é que está. Não é ruim. E só agora, na última leitura, é que eu entendi isso. Embora o texto esteja distante de mim, ainda cumpre sua função. Por isso vou seguir em frente e lançar as cobras.

Aqui vai uma amostrinha de um dos contos, que por acaso se chama “Silêncio”

Sempre que encanadores, pedreiros e eletricistas entravam
no meu apartamento, para os infindáveis consertos, minha
política era seguir escrevendo como se nada estivesse acontecendo.
Assim um não incomodava o outro. Em tese, funcionaria
lindamente. Na prática eles ficavam incomodados
com o meu silêncio e puxavam papo.
— O que a senhora fica escrevendo aí?
— Hum…
— O que tá escrevendo?
— Éahistóriadeumpinguim.
— Como?
— A história de um pinguim.
— Pra quem?
— Hum?
— Pra quem a senhora está escrevendo isso?
— Crianças.
— Escreve sobre leão, então! De onde a senhora tirou
pinguim?
— É pinguim.
— A senhora devia escrever novela pra Globo.
— Hum…
— Eu já fiz o piso da casa da Eva Wilma, sabia?
— Hum…
— Conheci um autor de novela lá. A senhora quer que
eu mostre seus textos pra ele?
— Não.
— Por que não?
— Não.
— Artista é tudo igual. Vai ficar aí, de cara fechada, escrevendo,
escrevendo… Tem que sair! Visitar as pessoas! Como
é que as pessoas vão saber o que a senhora está escrevendo?
E assim ia… até que ele terminasse o serviço. Na hora de
pagar, eu sempre levava um susto. Então ele insinuava que,
se eu escrevesse novela para a Globo, poderia cobrar o dobro
e eu nem acharia ruim.
— Aliás, se a senhora escrevesse novela pra Globo, não
moraria nesse prédio caindo aos pedaços — acrescentava,
coberto de razão.


4 comentários

  1. Avatar

    Oi Índigo,
    Sou bibliotecária escolar e uma ousada metida a escritora. Blogueira viciada e assumida. Leitura é um desses meus vícios. Por participar de um site com sugestões de leitura infantojuvenil, comecei a ler seu livro Cobras em compota para depois resenhar.
    Simplesmente amei cada crônica que compõe seu livro! Identificação total com a criança que um dia você foi e também com várias passagens de sua vida adulta. Dá pra ver daí meu sorriso estampado após terminar de ler? Anteriormente li o Perdendo perninhas e já tinha virado sua fã. Parabéns! De agora em diante serei uma leitura voraz de seus livros. Postarei minha resenha dia 26/10. Se desejar ler e conhecer o blog, o endereço é esse: http://melecachiclete.blogspot.com.br/
    Beijos,

    1. Avatar
      Índigo

      Oi, Roseli. Visitei seu blog. Muito bacana. Parabéns pelo trabalho e empenho na divulgação da literatura para crianças. Irmãs na causa! Fiquei feliz com seus comentários sobre o “Cobras em compota”. Eeee! Quero muito ler essa resenha. Valeu, beijos, Índigo

    1. Avatar
      Índigo

      Eu sou suspeita, mas é mesmo. Que legal que você também achou, beijo, Índigo

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Já nas livrarias!!!
Já nas livrarias!!!
21 de junho de 2022
Oficina de Escrita Orgânica em Holambra
Livro novo! Já nas livrarias
Livro novo! Já nas livrarias
4 de agosto de 2021
20 anos de estrada!
20 anos de estrada!
8 de junho de 2021
Casinha para degustação
Casinha para degustação
25 de maio de 2021
Avatar
Índigo em:
Oficina de Escrita Orgânica. Venham!
2022-05-25 16:01:12
Avatar
Isadora em:
Oficina de Escrita Orgânica. Venham!
2022-04-27 22:16:04
Avatar
Isadora em:
Oficina de Escrita Orgânica. Venham!
2022-04-27 22:15:49
Avatar
Índigo em:
Casinha para degustação
2021-06-09 10:00:27
Avatar
Marilda Arrivabene em:
Casinha para degustação
2021-05-31 10:09:34