Faça sua busca
  • segredosdeindigo
    @gmail.com

  • @indigo.ayer

  • @indigo_hoje

  • @indigoescritora

20 de maio de 2013
632 visualizações

Elassssssss

Eu estava andando pela floresta quando uma cobra atravessou o meu caminho. Olhei, olhei e estranhei. Ué, não vou sentir medo?! Olhei mais de perto. Não, eu não sentia medo. Nem medo, nem aflição. Contornei e segui andando. Olhei para trás e ela me mostrou a língua. Mostrei de volta e deixamos a coisa por isso mesmo.

Hoje encontrei outra e, de novo, contornei e segui andando, pensando, “Legal! Estou com sorte.”

Olhei para trás e ela acenou um tchauzinho.

cobra

São tão raras e elegantes. Discretas, concisas. Silenciosas. Aparecem muito de vez em quando, em dias especiais. O medo era uma bobagem. Agora fico lisonjeada quando dão o ar da graça.

 
  Compartilhar

1 comentário. Aleluia!

  1. Avatar

    Olhando por essa perspectivas são seres bem interessantes, até belos. Assim como corujas!
    Menina piro numa coruja!

    Abraços Í!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Já nas livrarias!!!
Já nas livrarias!!!
21 de junho de 2022
Oficina de Escrita Orgânica em Holambra
Livro novo! Já nas livrarias
Livro novo! Já nas livrarias
4 de agosto de 2021
20 anos de estrada!
20 anos de estrada!
8 de junho de 2021
Casinha para degustação
Casinha para degustação
25 de maio de 2021
Avatar
Índigo em:
Oficina de Escrita Orgânica. Venham!
2022-05-25 16:01:12
Avatar
Isadora em:
Oficina de Escrita Orgânica. Venham!
2022-04-27 22:16:04
Avatar
Isadora em:
Oficina de Escrita Orgânica. Venham!
2022-04-27 22:15:49
Avatar
Índigo em:
Casinha para degustação
2021-06-09 10:00:27
Avatar
Marilda Arrivabene em:
Casinha para degustação
2021-05-31 10:09:34