Faça sua busca
  • segredosdeindigo
    @gmail.com

  • @indigo.ayer

  • @indigo_hoje

  • @indigoescritora

16 de abril de 2013
586 visualizações

S.O.S

A árvore tinha uns vinte metros de altura ou mais. Empoleirada lá no último galho, eu olhava para baixo crente de que aquele seria meu fim. Esperei amanhecer. Com a luz do dia, piorou. Fiquei com vertigem. Tive de me agarrar ao tronco. Meu corpo não parava de tremer. Passei o dia todo paralisada. Só à noite, graças a exercícios de respiração, consegui relaxar um pouco. Bem aos poucos meus pensamentos foram clareando. Tudo bem, eu estava ferrada. Isto posto, o que eu podia fazer a respeito?

“Eu vou te ajudar”, disse Cobra Coral.

Olhei para o bracelete. Ainda era um bracelete.

“Feche os olhos.”

Fechei e senti o bracelete se dissolver. Em seguida, uma serpente subia pelo meu braço e ombro. Enrolou-se no meu pescoço e subiu pela minha nuca. Enrolou-se em torno da minha cabeça, feito uma coroa.

“Pronta?”, ela perguntou.

“Pronta!”

 
  Compartilhar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Já em pré-venda!
Já em pré-venda!
6 de março de 2024
Já nas livrarias!!!
Já nas livrarias!!!
21 de junho de 2022
Oficina de Escrita Orgânica em Holambra
Livro novo! Já nas livrarias
Livro novo! Já nas livrarias
4 de agosto de 2021
20 anos de estrada!
20 anos de estrada!
8 de junho de 2021
Avatar
Tamy lazara togojebado gomes em:
Minha dívida com as bruxas
2022-10-06 06:40:15
Avatar
Índigo em:
Oficina de Escrita Orgânica. Venham!
2022-05-25 16:01:12
Avatar
Isadora em:
Oficina de Escrita Orgânica. Venham!
2022-04-27 22:16:04
Avatar
Isadora em:
Oficina de Escrita Orgânica. Venham!
2022-04-27 22:15:49
Avatar
Índigo em:
Casinha para degustação
2021-06-09 10:00:27